Quase um ano se passou depois do Grande Evento... Nada de novo no concreto mas dentro,

Da casa a decoração está quase toda refeita...

Quando um amor se vai, modifica-se o vento e a energia se remodela em novo feng shui

Me sinto nova por dentro, como os cristais recem polidos, colocados na cristaleira do meu corpo...

O que dizer? Nada de muito importante por hora, apenas que voltarei a escrever-me por aqui... Depois de uma grande faxina, precisamos dormir, hibernar por um tempo, em uma espécie de sonoterapia da realidade. Feito isto é preciso retomar o que nos dá prazer...

beijos a todos!

 

 

Tanto tempo longe daqui

tanto tempo sem sentir

 

Aqueles que nos amam

não impoem prerrogativas

não condicionam afeto...

Qualquer coisa que nasça com regras

mesmo o amor

não vai além do previsível...

E para caminhar lado a lado nesta vida, não nos interessam os amores matemáticos

ou afetos divididos nas equações condicionadas por incógnitas...

Ou se ama

ou não se ama

Ninguém aprende a nos amar pela experiência do fracasso

Esta humildade encobre um ego ferido...

Quem ama

ama sempre

e ama desde o início

sem qualquer objeção de tolerãncia

o amor verdadeiro não precisa aprender a tolerar

ele é livre destas razões e proporções

PAX ET LUX

O DRAGÃO E A CENTOPÉIA

A mariposa voava sobre o rio

Tietê

E uma centopéia aterrava o cosmos sobre a água...

Do rio

Tietê

Neste mesmo instante surge de dentro das águas...

Quase

Turvas

Um pequeno dragão de língua azul e este lhe disse bem baixinho

Voe azul sobre as águas turvas

e sua asa também será azul

...

mercedes sosa - solo le pido a Dios

 Solo le pido a Dios   Que el dolor no me sea indiferente,  Que la reseca Muerte no me encuentre  Vacia y sola sin haber hecho lo suficiente.   Solo le pido a Dios  Que lo injusto no me sea indiferente,  Que no me abofeteen la otra mejilla 
 Despues que una garra me araño esta suerte.  Solo le pido a Dios  Que la guerra no me sea indiferente,  Es un monstruo grande y pisa fuerte  Toda la pobre inocencia de la gente.  Solo le pido a Dios 
 Que el engaño no me sea indiferente  Si un traidor puede mas que unos cuantos,  Que esos cantos no lo olviden facilmente. Solo le pido a Dios  Que el futuro no me sea indiferente,  Desahuciado esta el que tiene que marchar  A vivir una cultura diferente.  
nunca pensei que pensar em espanhol ouvindo a mercedes pudesse ser uma experiencia ainda mais feliz do que ouvi-la pensando em portugues..
EXTRAIDO DO SITE SOMBRASIL LETRAS E CIFRAS

O amor é uma descoberta... insana... as vezes... noutras vezes... uma experiência... sagrada

onde encontrar-se com o outro pode ser a solução de muitas neuras adquiridas com o tempo... a vida...

A paz assusta...

somos habituados a guerra... a competir... a medrar...

hoje sinto uma paz, estranha... tão estranha...

Será que é isto que falta a humanidade? além de tudo o mais que sabemos?

amar...

sem medo

ou dor

porque o amor é feito de paixão.... mas também de paz...

PAIXÃO

O vôo do verão... fora de estação....

O vôo do verão... fora da estação é como um carnaval fora de época para a maioria das pessoas... mas para a mariposa...rs... é como um mergulho em fogueiras medievais...

A mariposa gosta da umidade, do frio lento dos ventos... e está ansiosa esperando pela nova frente fria...

O vôo das 5 estações começa a ficar maluco... e insensivelmente quente... cruel...

Mas a mariposa segue feliz... sobre a força de seu amor...  esconde-se próximo ao frescor da mina dágua  entre estalactites e estalagmites dentro da caverna... e a sua rosa... antes vermelha, agora branca... a observa...


"Todos nós temos anseio pelo que é selvagem.
Existem poucos antídotos aceitos por nossa cultura para esse desejo ardente.
Ensinaram-nos a ter vergonha desse tipo de aspiração.
Deixamos crescer o cabelo e o usamos para esconder nossos sentimentos.
No entanto, o espectro da Mulher Selvagem ainda nos espreita de dia e de noite.
Não importa onde estejamos, a sombra que corre atrás de nós
tem decididamente quatro patas."
_Clarissa Pinkola Estés, "Mulheres que Correm com os Lobos"

outro blog muito maravilhoso da mesma lunatika este texto está nele

http://www.borboletamistik.blogspot.com/ 

SINCERAMENTE DEZ! JÁ ESTÁ EM MEUS FAVORITOS DEEM UMA OLHADA!

O VÔO APACHE DA MARIPOSA PELO CERRADO DAS MINAS GERAIS...

Mediante esta música do blog destes dias gentilmente cedida pelo link http://www.tempoesia1.hpgvip.ig.com.br/midi/instrumental/The_Ventures/Apache.mid 

devo escrever algo sobre a empreitada da mariposa pelos montes áridos da estradinha de São tomé - MG - Brasil no ano de 2001

Esta história é baseada em fatos reais... " reais? " ...rs... quase reais... e o que são? fatos reais?

Bem, blá blá blá - deixa isso de fatos reais para lá...

Certa vez em um mês qualquer de 2001 lá estava a mariposa, voando... voando... pelas estradas das MINAS GERAIS...

Saída de são paulo - da montanha congruente de Mairiporã... ávida pela Fernão Dias, a mariposa saiu de sua caverna em direção as minas...

Longos dias... Noites até chegar em pouso alegre, lá chegando descansou por umas horas na casa de sua amiga mariposa da caverna dos eus e breus... Fez a meditação do sono... e seu pouso foi exatamente alegre e restaurador. Na manhã seguinte despediu-se da bela caverna de sua amiga conhecedora das sombras e retoques de todos os eus... Seguiu seu caminho rumo a TRÊS CORAÇÕES...

Voou alegre e feliz bem rente as lombadas da estrada bem asfaltada rumo a estradinha mágica de São Tomé... Algumas horas, longas horas depois chegou lá... No vale das borboletas...

Brincou e entrou na água... ria de si mesma por alí estar finalmente... de volta... depois de algumas luas e sóis...

E a mariposa pôde voar bem alto na noite seguinte junto as luminosas luzes do céu de São Tomé... é...

é ver pra crer... vá... e creia

Vale a pena...

UNUS MUNDUS

Estive lendo sobre teoria quantica, sincronicidade, Einstein, Jung, Podolski e aprendi algumas coisas que gostaria de partilhar:

 

A idéia de Unus mundus além de me reportar a TAO, também me relembra um conceito místico que aqui poderia denominar centelha divina presente em tudo o que vive “vibra” no universo. Esta matéria entre aspas seria igual em todos os seres vivos “” vibracionais e embora carregando logicamente suas peculiaridades “ acervos” individuais, possuiriam uma mesma matéria bruta diga-se – corretamente – altamente evoluída... lapidada. Bruta aqui no sentido de NATURAL.

Seria a unidade... presente em todo mundo material e imaterial porque nós sabemos que até o mundo imaterial ... VIBRA...

 

No taoismo chinês, todo aquele que se unifica com o unus mundus viaja sobre o ar e as núvens, cavalga sobre o sol e a lua, vagueia para o além do mundo e a vida e a morte não podem modificar o seu si mesmo. Si mesmo: potencial mais pelo do ser humano. Unidade da personalidade total. Princípio unificador de caráter transcendente dentro da psique humana. http://www.insite.com.br/rodrigo/misc/misc/unusmundus.html

 

Numa correspondência entre Pauli/Jung. Os sonhos do físico quântico e as análises do psicólogo profundo originam essa alquimia contemporanea e lançam os fundamentos para um projeto ainda fermentando de uma compreensão conjunta da natureza, do psíquico e do sagrado que por sua vez faz referência ao conceito cosmológico medieval de Unus Mundus. O bolo ainda não está pronto e talvez nunca esteja porque como nos diz A TESE DO ABSOLUTO da natureza de TAO. O circulo vazio e vácuo e seu equilíbrio dinâmico estão sempre EM PROCESSO.

A teia da vida. FRITJOF CAPRA

Estou de luto?

Luto por um grito

um grito surdo

escuto mudo

o sabor da tua carne em mim

sangrando como a minha

nestas horas de carnificina

e a vida antes ida

agora estática espera tácita

teu retorno em minha vida

Luto

antes branco

agora cinza

a esperança se renova

como sempre na roda viva

secular da humana agonia

e eu já respiro

teu retorno

ressuscito teu amor

no meu corpo

e o luto

antes torto, amassado e enegrecido

agora brilha com a roupa do bercário

novo amor nasce do velho

é o nosso recém nascido sentimento

Não apresse o rio, ele corre sozinho..

Esta é a frase-título de um livro Gestalt  - Não Apresse o Rio: Ele Corre Sozinho 

Barry Stevens  recomendo a todos, o lí há uns 20 anos atrás e estou relendo, vale a pena.

O vagalume e a Mariposa

De tempos em tempos surge aquela luz brilhante e intermitente na caverna... é o pequeno winnie, o vagalume, melhor amigo da mariposa... Neste instante estão brincando sobrevoando a Rosa Vermelha na dança da noite da caverna invernosa... Para aquecer o ar rarefeito do alto da montanha...
O vôo de Julho

A mariposa anda voando de um jeito tão estranho que outros seres na caverna tentam decifrar o que seu vôo está dizendo...

Tal como uma fada fardada parece inquieta e vigilante...

Talvez sejam os ares frios do inverno

Ou os objetos voadores não identificados pelo céu noturno visível do topo da caverna...

Vai saber?

O que está claro... é que a mariposa encontra-se inquieta há 2 noites...

Seu vôo enigmático pouco revela a sua companheira, a Rosa Vermelha, e aos outros minúsculos seres habitantes da caverna...

Algo estranho está por acontecer?

Ou seu sentido interage com algo desconhecido?

Vai saber?....

A verdade - Os amigos

Sabe, muitas vezes nos cegamos mesmo... O tempo, o vento, a vida... nos mostra tudo, a todo instante mas nossos sentidos mortos pela ilusão se afogam nas mentiras como refugio... O expurgo de nós se recusa.. e o pulso apenas pulsa...

A melhor coisa da vida é um amigo que nos vende os olhos...rs... porque os que nos abrem os olhos... machucam, corroem a carne com o prazer similar aos dos açougueiros a desossar uma carne que sangra... dolorosamente pelo fio da lãmina...

Mentira

Os melhores amigos são aqueles que mesmo nos ajudando a vendar os olhos com o pano... negro... da cegueira... nos apertam a mão e tentam guiar pelo melhor caminho...

Tudo... muito...  tudo... claro...

Tão claro que o Sol colore de vermelho o pano negro sobre os olhos....

As vezes precisamos pagar os amigos... terapeutas... Porque somente deles veem as palavras... as palavras... que dizem fundo...

A verdade

Os olhos da verdade...

The eyes of true...

O inverno é sempre assim... traz ilusões porque nos cobrimos de muito frio e solidão...

O ruim é percorrer estações sem abrir os olhos ao Sol e enxergar de vez

a ofuscante luz

dolorosa e quente

que faz lacrimejar de dor todas as lentes

a verdade

O SOL

A LUZ

Quando saímos do túnel dois irmãos de dia...

O que sentimos sem lentes escuras protegendo os olhos?

Dor

A luz causa dor

A verdade também

mas fazer o que?

Se quando temos a sorte de ver a luz do fim do túnel

só nós resta chorar...

Com a força da luz

a doer os olhos toscos dos quase cegos... burros... iludidos...

Força Luz

Adentra pela janela da alma

Sangra lágrimas

mas entra

entra...

Eu te imploro

entra de vez

Verdade

Luz

O que eu posso te oferecer?

Prometer... Tentar... Não fechar as pálpebras para poder ver

Tua Luz

Cruelmente Verdadeira

e amiga

rs

As amizades abrem olhos...

As amizades verdadeiras...

 

[ ver mensagens anteriores ]
Visitante número: